Publicação fixa: Argumentos lógicos X tratados teológicos

Meus textos questionando o sistema religioso e as mentiras do cristianismo são sempre com argumentos de raciocínio lógico, porque para mim vale o que está escrito sem interpretações humanas, sem oráculos para traduzir o texto. Escrevi sobre isso no texto Eu creio. Aí a pessoa (várias pessoas fazem isso) vem no meu blog e escreve um comentário cheio de versículos soltos, cheio de tratados teológicos, de argumentos que ouço desde criança e que não explicam nada, puros sofismas e forçação de barra, e pior, cheio de citações de Paulo (???), provando que não leu meu livro todo, não entendeu meus argumentos lógicos. Já disse uma vez e vou repetir, teologia é teólogo fingindo que explica e povo fingindo que entende. Se não é lógico, se não está cla-ra-men-te escrito preto no branco, se qualquer leitor não pode entender sem oráculo, [sem Hermes ou hermenêutica] então, por favor, não invada meu blog para fazer proselitismo e tentar me convencer com argumentos teológicos. Eu saí do sistema religioso, não tenho religião, não sigo Paulo, nem sigo ninguém que tenha rasgado a Torah. Eu sigo a Torah, e nada além disso. Eu não invado o blog de ninguém, não fico tentando convencer, nem fico discordando dos textos de ninguém. Escrevo nos MEUS blog para quem quiser ler. Se não concorda com o que escrevo é seu direito, mas não adianta ficar me mandando tratados teológicos chatos. Não faço isso com ninguém. E não, não vou mesmo publicar seu comentário, nem de ninguém que queira pegar carona no meu blog. Discorde no seu blog. Mas antes leia tudo para ter certeza de que entendeu e que não está repetindo a lavagem cerebral que ouve nos púlpitos.

Vídeos

Alerta: peguem um lenço, porque eu chorei muito.



Vou copiar a frase de quem postou no Facebook:
"CUIDADO: vídeo com alto índice de fofura"



Finalmente consegui filmar "meus" passarinhos, sanhaços-do-coqueiro e cambacica. Fiquei dias de tocaia, camuflada e o resultado é este vídeo totalmente amador, principalmente a edição, rsrsrs.


Nenhum comentário: